InfoFashion No. 5: Azzedine Alaia

InfoFashion No. 5: Azzedine Alaia

Azzedine Alaia tem seu lugar garantido na galeria de gente famosa da moda. A sua assinatura é uma segunda pele que cria para desafiar os limites impostos pela carne e pelo tecido. Alaia nasceu na Tunísia, na década de 194, filho de pais camponeses. Foi um amigo francês da sua mãe que estimulou a criatividade instintiva de Alaia, fornecendo-lhe cópias da Vogue e omitindo a verdadeira idade deste, possibilitando-lhe assim a entada na Escola de Belas-Artes local para estudar Escultura. Embora não tenha sobressaído nessa disciplina, viria aproveitar bem, no futuro, os conhecimentos adquiridos.

Após ter visto um anúncio para um emprego num costureiro, aprendeu a coser com sua irmã e começou a fazer cópias de vestidos de alta costura para os vizinhos. Pouco tempo depois, foi para Paris trabalhar com Christian Dior, tendo sido despedido após apenas cindo dias a costurar etiquetas. Alai mudou-se então para a casa Laroche, onde durante duas épocas aprendeu a sua profissão, ao mesmo tempo que trabalhava como empregado da marquesa de Mazan.

Em 1960, a família Blegiers contratou Alaia, que durante os cinco anos seguintes trabalhou como empregado e costureiro para a condessa e suas amigas, o que lhe deu a oportunidade de conviver com a alta sociedade de Paris, uma clientela que o seguiu quando decidiu começar a trabalhar por conta própria. A sua primeira coleção pret-a-porter para Charles Jourdan, na década de 1970, não foi bem recebida, mas os editores de moda acabariam por sucumbir à elegância moderna de Alaia, tendo o seu estilo contribuído para o surgimento de uma estética favorecedora da silhueta, uma década mais tarde.

Alaia conquistou depois o sucesso a nível mundial, com desfiles, prêmios, o trabalho com top models e um poder de encantar um público mais além dos calendários da moda: Alaia apresenta quando quer, indiferente às datas das várias semanas internacionais de moda, e os editores nunca faltam. Em 1998, publicou um livro de fotografias das suas criações, denominado Alaia, e em 2000 o estilista juntou-se ao Grupo Prada. No mesmo ano, foi distinguido com uma exposição individual no Guggenheim de Nova Iorque e em 2004 abriu o seu próprio hotel (5 rue de Moussy), contíguo à sua sede em Paris.

By Jamie Huckbody, editado por Terry Jones & Susie Hushton

Foto: Max Vadukul e modelo: Eleonora

Azzedine Alaia-Max Vadukul

Escrito por

Por muitos anos eu venho querendo meu espaço por aqui e um meio de dividir muita coisa que vejo de lindo e de como posso ajudar as pessoas a viverem melhor ou pelo menos prestar mais atenção ao belo, viver mais saudável e mais feliz, e naturalmente só atrair pessoas boas e contentes. Aquelas que te levantam e aumentam o astral.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Alessandra Marzano

Vou falar de vários assuntos diferentes já que é muito difícil somente prestar atenção em uma única coisa. O mundo é tão vasto e a vida muito curta; todos os dias me surpreendo e me emociono com nosso planeta. O foco será sempre no bom, no positivo, no produtivo e no feliz.
MEU INSTAGRAM